8 de mai de 2011

Começo


Vê-la foi uma mistura de medo e alegria. Quando ela estava andando em minha direção, fiquei só a observar o quanto ela continuava linda. Não sabia como ela iria me tratar, fiquei esperando um “sinal” de que estava tudo bem. Fiquei feliz por vê-la e tocá-la novamente. Essa vontade já estava explodindo dentro de mim há algum tempo... Ela é tão especial. Amo tanto sua companhia... Passamos a tarde mais ou menos como antigamente, com o nosso filho, conversando, mas sem a troca de carinhos como de costume. Fiquei com o coração apertado por ter que deixá-la em casa e ir embora... Acho que “andamos” um pouco com a nossa situação atual. Preciso fazer e mostrar algumas coisas para deixá-la mais confiante em mim. Os dias de solteira (dela) estão contados. Agora é começar a fazer com que tudo dê certo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário