10 de abr de 2011

São só palavras... São mesmo?

Ela é tão cruel com as palavras... As mesmas palavras que um dia me fez apaixonar, hoje são cruéis e carregadas de ódio e mágoa. Tenho medo de cada palavra tão bem calculada que ela me manda... Cada vez que leio os e-mails ou SMS que ela me manda me repudiando, lembro que um dia suas palavras eram doces, amáveis e cheio de tesão... É aquela velha história de "você recebe aquilo que dá". Não gosto de "frases prontas" ou "ditados"... Mas esse é a mais pura verdade. Na verdade queria que esses e-mails se transformassem novamente naqueles e-mails apaixonantes de antes... Ingenuidade? É parece que sim. Mas prefiro pensar assim, a pensar que um dia outra pessoa pode ter esse prazer de receber as mais belas palavras já lidas por mim...

Nenhum comentário:

Postar um comentário